Foto: Sebastião Moreira/EFE

Algumas considerações sobre a prisão de Fabrício Queiroz:

1. Fabrício Queiroz foi preso no âmbito do processo que investiga “rachadinhas” no Rio de Janeiro

2. A investigação não tem relação direta com o presidente Jair Bolsonaro, mas mantém o presidente sob pressão e na defensiva

3. Traz constrangimentos para o senador Flavio Bolsonaro, pois ele também é alvo das investigações

4. Queiroz foi encontrado na casa do advogado de Flavio Bolsonaro e do presidente, Frederick Wassef, o que pode indicar algum relacionamento ainda existente com a família

5. Apreensão de documentos e celulares pode revelar extensão da relação com a família

6. O processo é longo. Não deve ter implicação mais séria para Flavio no curto prazo.

7. O mandato de Bolsonaro não corre risco por conta do episódio Queiroz.

8. O fato já é conhecido da opinião pública e não deve trazer desgaste na popularidade do presidente, salvo fato novo bombástico.

9. Aumenta a necessidade de proteção política. A relação com o Centrão pode ser fortalecida.

10. A oposição deve explorar politicamente o caso com o objetivo de desgastar o governo. Vale lembrar que partidos de oposição apresentaram processo no Conselho de Ética do Senado depois de relato do empresário Paulo Marinho à colunista da Folha Mônica Bergamo sobre suposto vazamento (2018) de uma operação da PF que teria Fabrício Queiroz como alvo.