Foto: Bruno Rocha/Fotoarena/Estadão Conteúdo

O Governo prorrogou os vencimentos de junho do recolhimento das contribuições ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). A parcelas agora deverão ser pagas em novembro. Antes, o governo já havia adiado o recolhimento das contribuições previdenciárias de abril e maio, para agosto e outubro.

A portaria foi publicada nesta quarta-feira (17) no Diário Oficial da União e faz parte do conjunto de medidas contra a crise econômica causada pela pandemia da COVID-19. Nos meses para os quais as parcelas foram adiadas, deverão ser realizados os pagamentos de dois meses ao mesmo tempo.

Na mesma portaria, também ficou definido o adiamento do recolhimento do PIS e Cofins, no período equivalente.