Foto: Sérgio Lima/Poder 360

A sessão do Congresso Nacional destinada à deliberação de vetos presidenciais foi cancelada por alguns fatores.

Um deles é a discordância de vários partidos com o procedimento de deliberação estabelecido pelo presidente Davi Alcolumbre (DEM-AP). Ele queria a votação em globo dos vetos (tudo de uma vez). Os parlamentares queriam votar um a um.

Outro foi a falta de acordo para manutenção de alguns vetos onerosos para o governo. Em pauta, estava a o veto parcial ao projeto de ampliação do coronavoucher e do BPC, que possui impacto total estimado de R$ 24,5 bilhões, segundo o Ministério da Economia. Outro é o veto à MP sobre crédito rural, cujo custo aproximado de R$ 910 milhões.

Além disso, a posse do deputado Fábio Faria (PSD-RN), às 11h, contribuiria para reduzir o quórum na sessão.