Pietro Naj-Oleari/ European Parliament

Países da União Europeia firmaram acordo para impedir a entrada de viajantes que vivam em locais onde não está controlada a pandemia do novo coronavírus a partir de 1ª de julho.

Foi divulgado pela Comissão Europeia, na última quinta-feira (11), documento com uma série de regras para permitir ou barrar a entrada de pessoas vindas do exterior, de acordo com os seguintes critérios: número de novas infecções causadas pela Covid-19 no país de origem; tendência de aumento epidemiológico; e políticas governamentais para o combate à pandemia, como testagens, rastreamento de contatos e medidas de prevenção de contágio.

Na prática, o Brasil está na listagem de países restritos de entrar na União Europeia, por conta dos números descontrolados da doença no país. O mesmo documento, no entanto, liberará viagens entre países signatários do bloco e do Tratado de Schenghen (Islândia, Liechtenstein, Noruega e Suíça) a partir de 15 de junho, em decorrência das melhorias dos números de casos e do sucesso das medidas de isolamento social.