Foto: Gabriela Biló/Estadão Conteúdo

Pesquisa XP/Ipespe, realizada de 9 a 11 de junho, mostra que a avaliação positiva (ótimo/bom) do governo Jair Bolsonaro oscilou dois pontos para acima, e atingiu 28%. O índice é inferior à avaliação negativa (ruim/péssimo), que oscilou um ponto para baixo e agora soma 48%. O percentual regular é de 23%, um ponto acima da sondagem anterior.

A sondagem aponta uma queda na popularidade dos governadores. A avaliação positiva caiu quatro pontos e contabiliza 38%. A avaliação negativa, por outro lado, oscilou dois pontos para acima, e registra 25%. Outros 34% avaliam o trabalho dos governadores com regular.

A avaliação do Congresso Nacional segue negativa. 39% avaliam como ruim/péssimo o Poder Legislativo. 41% têm uma opinião regular. E apenas 15% avaliam positivamente o Congresso.

A maioria dos entrevistados continuam achando que a economia “está no caminho errado” (53%). Por outro lado, 29% acham que ela “está no caminho certo”. No levantamento anterior, esses percentuais eram, respectivamente, de 54% e 27%.

Sobre a flexibilização das medidas de isolamento social, 52% concordam com a medida. E 44% discordam. Ao que tudo indica, o apoio à flexibilização está ligado à piora do cenário econômico.

Questionados sobre as manifestações que vêm ocorrendo no país nos finais de semana, 40% não se identificam com nenhuma delas (pró e contra governo). 33% têm identificação com os protestos contra o governo. E 22% simpatizam com as manifestações a favor de Jair Bolsonaro.