Foto: Divulgação

O presidente do STF, ministro Dias Toffoli, pediu que a PGR, a Polícia Federal, a Secretaria de Segurança Pública do DF e o ministro Alexandre de Moraes apurem os ataques e ameaças ao STF e ao Estado Democrático de Direito que aconteceram neste sábado, 13, em que manifestantes bolsonaristas lançaram fogos de artifício ao prédio do Supremo e proferiram ameaças aos ministros.

Nos ofícios, que são idênticos e breves, o ministro também solicita investigação especificamente contra um dos manifestantes e todos os demais participantes por eventual organização criminosa.

Por fim, Toffoli ressalta que devem ser adotadas as necessárias providências para a investigação e persecução penal.

Fonte: Migalhas