Foto: Jim Watson / AFP

O Comitê de Assuntos Tributários (Ways and Means) da Câmara dos Deputados dos Estados Unidos barrou a possibilidade de expandir acordos econômicos com o Brasil, por meio de uma carta assinada por 24 deputados democratas destinada ao representante comercial do governo, Robert Lightizer.

Segundo o documento, o governo do presidente Jair Bolsonaro demonstra uma total desconsideração pelos direitos humanos básicos e a aproximação entre os EUA com o Brasil iria minar os esforços dos defensores dos direitos humanos, trabalhistas e ambientais brasileiros para promover o estado de direito e proteger e preservar comunidades marginalizadas.

O presidente da Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB), José Augusto de Castro, afirmou que essa ação inédita da Comissão americana impede qualquer cenário de negociação e completou que neste momento, Brasil e EUA têm outras coisas com que se preocupar do que em fazer um acordo comercial.

O governo brasileiro decidiu responder à carta dos deputados americanos e propor, por meio do embaixador do Brasil em Washington, Nestor Forster, uma oportunidade de diálogo com os democratas para corrigir percepções distorcidas ou exageradas acerca do cenário atual.