Foto: Divulgação/CNI

Um possível acordo entre o Mercosul e a Coreia do Sul poderá contribuir para o déficit do Produto Interno Bruto (PIB) de grande maioria dos setores da agricultura, indústria extrativa, indústria de transformação e serviços. A simulação elaborada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), prevê que a negociação pode influenciar 51 setores econômicos e apenas 11 setores terão ganhos de PIB.

Do total de perdas nos setores, 21 são na indústria, 18 no setor de serviços, 4 na indústria de transformação e 8 na agricultura. A simulação projeta que o crescimento para os setores sul-coreanos será oito vezes maior do que para os setores brasileiros.

O diretor de Desenvolvimento Industrial da CNI, Carlos Eduardo Abijaodi, avalia que não faz sentido, em meio a uma crise sanitária e a uma recessão econômica que poderá bater recorde histórico, o Brasil e o Mercosul negociarem um acordo de livre comércio que prejudica a maior parte dos setores e beneficia, de forma desproporcional, a Coreia do Sul.