Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

O enredo envolvendo as fake news continuará provocando mais tumulto no ambiente político. Além da esfera jurídica, o Legislativo também se movimenta em torno do tema.

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM/RJ) pretende retomar o funcionamento do Conselho de Ética da Casa, mesmo que remotamente, até o final do mês de junho. Há várias representações contra deputados bolsonaristas acusados de integrar o chamado “gabinete do ódio” e propagarem notícias falsas e ataques pessoais a adversários. Esses deputados também são alvos do inquérito conduzido pelo STF sobre o assunto.

O PL 2630/2020, em análise no Senado, sobre criminalização de fake news, engrossa o caldo em relação ao tema.

Todo esse contexto prenuncia que as tensões entre a ala mais radical do bolsonarismo e as forças políticas contrárias devem se intensificar. No Congresso, esse acirramento pode interferir na análise da agenda de recuperação econômica a ser encaminhada pelo governo, mas não inviabilizá-la.