Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

O Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec) registrou uma queda de 20,9% de abril para maio de 2020. É a maior queda registrada desde o início da pesquisa, em 2011. O indicador é medido pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), e foi divulgado nesta terça-feira (2).

A queda foi provocada pelos impactos econômicos da pandemia do coronavírus. Em maio, foram registrados 94,5 pontos – na escala de 0 a 200. Foi o menor nível desde setembro de 2016. Em comparação com o mesmo mês do ano passado, a queda foi de 22,8%.

“Entre as iniciativas para combater o vírus, o isolamento social segue motivamento a paralisação de empresas, fazendo com que a grande maioria tenham drásticas reduções em seus faturamentos, com riscos reais de encerrar suas atividades em definitivo”, disse o presidente da CNC, José Roberto Tadros.