Foto: André Rodrigues/Gazeta do Povo

Está prevista a criação de um grupo de trabalho formado por deputados e senadores para discutir o adiamento das eleições municipais de outubro. Conforme estabelecido na Constituição, o primeiro turno acontece no primeiro domingo do mês (04) e o segundo, no último domingo (25). Realiza-se segundo turno apenas nas cidades com mais de 200 mil eleitores quando nenhum dos candidatos conquista 50% mais um dos votos válidos. Portanto, o adiamento depende de emenda constitucional.

No momento, entre as alternativas, existe a possibilidade de o primeiro turno acontecer no dia 15 de novembro e o segundo, em dezembro. Nesta segunda-feira (25), o ministro do Supremo Tribunal Federal Luís Roberto Barroso assume a presidência do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em substituição à ministra Rosa Weber. Segundo o presidente do Congresso, Davi Alcolumbre (DEM-AP), o TSE participará das discussões.