Fernando Frazão/Agência Brasil

A Polícia Civil do Rio de Janeiro (RJ) cumpriu nesta sexta-feira (29) quatro mandados de prisão temporária e 26 de busca e apreensão no âmbito da Operação Cerco. A ação investiga suspeitos de integrarem esquema de fraudes em licitações estaduais. Dentre os investigados é o ex-governador do estado Luiz Fernando Pezão.

A Operação de hoje, de nome “Operação Cerco” é um desdobramento da Operação La Casa de Papel. Esta última apura fraudes em pregões eletrônicos para compra de resmas de papel em órgãos estaduais em 2018. A justiça do Rio de Janeiro também determinou o bloqueio de contas dos investigados e de suas empresas. O valor bloqueado soma R$ 241 milhões.