Pietro Naj-Oleari/ European Parliament

A Comissão Europeia, órgão executivo da União Europeia (UE), apresentou nesta quarta-feira (27) plano de retomada para o pós-pandemia de 750 bilhões de euros. O objetivo é tomar emprestado esta quantia no mercado e disponibilizar para os países da UE em subsídios e empréstimos para auxiliar na recuperação econômica.

A Itália e a Espanha, que foram os países europeus mais afetados pela COVID-19, devem receber juntos a maior parte do dinheiro. Serão cerca de 313 bilhões de euros. Dos 750 bilhões totais, dois terços serão distribuídos em subsídios financiados por tomadas de empréstimos conjuntos, e um terço em empréstimos.

O dinheiro total usado no Plano de Recuperação Europeu será de 1,85 trilhão de euros. A Comissão Europeia deve propor que o Orçamento de longo prazo da UE para 2021-27 seja de 1,1 trilhão de euros.