Foto: MRE/Flickr

Foram indicados pela Presidência da República, na última sexta-feira (22), os novos embaixadores na Argentina e no Chile. Os selecionados foram os diplomatas Reinaldo Salgado e Paulo Roberto Soares Pacheco.

Reinaldo Salgado ocupa o posto de secretário de Comunicação e Cultura do Itamaraty e estará em Buenos Aires, enquanto o posto em Santiago ficará com o chefe da assessoria internacional do Ministério de Minas e Energia, Paulo Pacheco.

As duas nomeações ainda precisam passar por sabatina na Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE) do Senado Federal e por votação no Plenário da Casa. De acordo com o senador Nelsinho Trad (PSD-MS), presidente do colegiado, essas nomeações não têm data para ser aprovadas enquanto perdurar a pandemia do novo coronavírus.

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), suspendeu o funcionamento das comissões e não regulamentou votações secretas por meio do sistema de deliberação remota da Casa, que não está se reunindo presencialmente.

Como as nomeações de embaixadores são aprovadas por voto secreto dos senadores, será necessário aguardar o retorno das atividades presenciais do Senado Federal.

Na última terça (19), o presidente da República, Jair Bolsonaro, indicou o atual embaixador do Brasil no Chile, Carlos Duarte, para ser o representante do país junto à Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) e demais organismos internacionais com sede em Viena, na Áustria.

Artigo anteriorProjetos sobre aumento de carga tributária chegam ao Congresso
Próximo artigoOperação da PF atinge aliados de Bolsonaro
Escritor, Jornalista e Cientista político, com foco em Accountability, formado pela Universidade de Brasilia. Pós-graduado em Relações Institucionais pelo Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais (IBMEC). Especialista em Processo Legislativo Federal e Ética e Administração. Exerce a função de analista político na Arko Advice, com dez anos de experiência, atua com o desenvolvimento de estratégias, mapeamento de stakeholders, consultoria e na elaboração de análises setoriais.