Foto: Carol Coelho/Getty Images

O presidente da Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA), Alexandre de Juniac, afirmou que as viagens internacionais não devem voltar ao normal antes de 2023.

A expectativa da IATA para o setor aéreo é a retomada em etapas. Primeiro, os voos domésticos devem voltar a nível pré-pandemia até o início de 2021. Logo em seguida, espera-se o retorno de voos internacionais, que podem ficar restritos a viagens essenciais, como de trabalho ou por motivos de saúde.

Por último, a associação ressalta que o desenvolvimento de uma vacina e a ampla distribuição da mesma será o fator mais importante para que a confiança em viagens internacionais com fins recreativos seja restaurada.