Foto: Andrew Kelly/Reuters

O continente americano superou o continente europeu em números de casos de Covid-19, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), com 1,74 milhão de casos frente a 1,73 milhão, respectivamente.

A Europa foi o epicentro da doença desde fevereiro. No entanto, nas últimas semanas, a alta no número de casos diários da doença está sendo observada principalmente nos Estados Unidos, Brasil e Canadá. Embora a quantidade de óbitos do continente americano, que ultrapassou os 100 mil semana passada, ainda seja menor que da Europa, com quase 160 mil vítimas fatais, a situação socioeconômica da América Latina preocupa as autoridades por conta dos planos de flexibilização das medidas de distanciamento social.

A Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL) estima que as economias da região sofrerão a pior retração desde 1930, com uma contração média de 5,3%. Segundo o diretor do Programa Mundial de Alimentos (WFP), o Brasil pode voltar ao “Mapa da Fome”, por conta dos impactos da pandemia.

Os Estados Unidos hoje são o país com o maior número de casos, com 1,52 milhão de infectados e aproximadamente 90 mil mortos. Em seguida está a Rússia, com 308 mil casos confirmados e 2.972 óbitos. O Brasil subiu para o 3º lugar nesse triste ranking, com mais de 271 mil mortos e 17.983 vítimas fatais da doença.