Foto: Rodrigo Capote/Bloomberg/Getty Images

Segundo um modelo matemático desenvolvido por pesquisadores da Coppe/UFRJ, Marinha do Brasil e Universidade de Bordeaux, na França, especialmente para o jornal Estadão, no Brasil, o pico da pandemia de coronavírus deve ocorrer esta semana.

O estudo tem como base o quadro atual de isolamento social, as medidas de higiene e a capacidade de testagem, por isso indica que a quantidade de casos deve se estabilizar a partir do fim de julho, quando o país tiver 370 mil casos confirmados. Atualmente, são 254.220 casos totais da doença no país.

No entanto, se as medidas de isolamento forem flexibilizadas e o número de testes aumente, a estabilização da doença possivelmente seja postergada. O modelo não calcula o número de mortes. No Brasil, a taxa de mortalidade da Covid-19 está em 6,7%, o que pode significar 25 mil mortes até o fim de julho.

O Brasil ultrapassou o Reino Unido no número total de casos confirmados da doença, tornando-se o 3º país do mundo com mais casos acumulados de Covid-19, segundo a Universidade Johns Hopkins. O Brasil também é o 6º país com mais mortes acumuladas pela infecção.