Foto: Vinícius Casagrande/UOL

A Infraero publicou edital de licitação para empresas interessadas em executar obras de recuperação do pavimento asfáltico da pista principal do Aeroporto de Congonhas, na cidade de São Paulo. Em função da redução do tráfego de aviões, devido à pandemia, essas obras devem ser realizadas no período máximo de 30 dias.

O contrato tem validade de 90 dias, a contar da data da assinatura da ordem de serviço. A licitação será realizada de forma eletrônica, em sessão pública. A abertura das propostas ocorrerá no dia 21, às 9h, com início da disputa de preços às 10h. O tipo da licitação é por menor preço.

Pode participar qualquer empresa estabelecida no país, desde que atenda às exigências do edital e cuja atividade seja compatível com o que se propõe a licitação. Durante a fase de execução das obras, equipes deverão trabalhar 24 horas por dia durante os sete dias da semana. Enquanto isso, o aeroporto continuará operando normalmente em sua pista auxiliar.

Obras em Fortaleza

A concessionária que arrematou o aeroporto de Fortaleza (Fraport, de Frankfurt), em março de 2017, concluiu a primeira fase das obras de infraestrutura previstas no contrato de concessão, firmado com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

A concessionária também arrematou o aeroporto de Porto Alegre, na 4ª Rodada de Leilões, realizada meses após o início do governo Temer e que incluiu os aeroportos de Salvador e Florianópolis.

Essa fase de obras inclui melhorias no atendimento aos usuários, como iluminação, reforma da estrutura existente, acesso às salas de embarque e ampliação desses espaços, além de procedimentos envolvendo bagagens. Inclui ainda a extensão da pista de pouso e decolagem em 210 metros, a ser entregue até dezembro deste ano.

O Ministério da Infraestrutura pretende conceder mais 41 aeroportos até 2022.