Foto: Shawn Thew/AFP

Segundo matéria da BBC News, um ex-oficial de saúde dos EUA disse ao Congresso que o país pode enfrentar o “inverno mais escuro da história moderna” por causa do coronavírus.

Rick Bright liderou a agência governamental que tentava desenvolver uma vacina, mas foi retirado de seu posto no mês passado. Segundo ele, foi demitido do cargo depois de se recusar a promover um tratamento medicamentoso não testado, sendo apontado como um “divisor de águas” pelo presidente Trump.

Ele disse que falou pela primeira vez sobre a falta de equipamentos médicos em janeiro, elevando a questão aos “níveis mais altos” do Departamento de Saúde e Serviços Humanos (HHS), mas “não obteve resposta”.

Bright também disse ao subcomitê de saúde da Câmara dos Deputados que “vidas foram perdidas” por causa da “inação” do governo nos estágios iniciais do surto. Os EUA tem 1.448.810 casos da doença, com 86.571 vítimas fatais.