Divulgação/OMC

O brasileiro Roberto Azevêdo, diretor-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC) anunciou nesta quinta-feira (14) sua saída. Azevêdo assumiu o cargo em 2013 e está em seu segundo mandato, que estava previsto para acabar no final de agosto de 2021.

Os líderes das delegações dos 164 membros da organização foram convocados para reunião especial, na qual Azevêdo comunicou a saída. O brasileiro disse que estava saindo para permitir que as negociações sobre uma reforma na OMC pudessem ocorrer sem a interferência do processo de escolha de um novo diretor para o período a partir de 2021.

“Devemos dar ao meu sucessor tempo suficiente para planejar, junto a vocês, o caminho não apenas para a 12ª Conferência Ministerial, mas também como a Conferência se encaixa nos seus planos para o futuro da Organização”, disse Azevêdo aos membros. “Quanto mais cedo a nova Diretoria Geral tomar posse, melhor”.