Foto: Andressa Anholete/Getty Images

Em artigo publicado em O Estado de S. Paulo nesta quinta-feira (14), o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, afirmou que a pandemia de covid-19 é uma questão de saúde, social, econômica e pode vir a ser de segurança. Segundo ele, é uma questão política pois afeta toda a sociedade e só pode ser enfrentada pelo Estado.

Considerando que é um problema sem solução imediata em qualquer parte do mundo, cada país buscou enfrentá-lo de acordo com suas características, “mas nenhum vem causando tanto mal a si mesmo como o Brasil”. O país enfrenta um desgaste institucional que “atingiu as raias da insensatez” e, de acordo com Mourão, pode ser resumido em quatro pontos:

  1. Polarização
  2. Degradação do conhecimento político
  3. Usurpação das prerrogativas do Poder Executivo
  4. Prejuízo à imagem do Brasil no exterior

Mourão afirmou que, apesar da grave situação, para superá-la será necessário o mínimo de sensibilidade das altas autoridades brasileiras para reorganizar as medidas de isolamento social, a economia e o sistema produtivo. Por fim, é necessário abandonar as “estatísticas seletivas, discórdia, corrupção e oportunismo”.