Foto: Divulgação/People´s Bank of China

No último domingo (10) o banco central da China, também conhecido como Banco do Povo Chinês, anunciou uma série de medidas com o objetivo de sustentar a economia doméstica, gravemente atingida pela crise da covid-19.

O banco irá acelerar os ajustes contracíclicos para sustentar a economia e tornar a política monetária mais flexível a fim conter os riscos financeiros. A iniciativa pretende dar mais ênfase à manutenção do crescimento econômico e dos empregos, mantendo os esforços para eliminação da pobreza.

O relatório de implementação de política monetária do primeiro trimestre da instituição financeira afirma que irá manter sua política flexível e a liquidez em níveis razoáveis, por meio de medidas agregadas e estruturais, além de reiterar uma reforma das taxas de juros para reduzir os custos de financiamentos, principalmente para os pequenos negócios.