Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, afirmou em entrevista a Clarín, jornal da Argentina, que “não há risco de falência institucional no Brasil, onde as instituições são fortes, consolidadas e agem de acordo com um sistema de freios e contrapesos”.

Toffoli admitiu que a forma com que o presidente Jair Bolsonaro se expressa “pode não ser a mais apropriada”, mas afirmou que o Estado brasileiro está trabalhando para combater a pandemia e que Bolsonaro respeita as decisões que o contrariam.

A respeito dos conflitos políticos atuais, o presidente da Suprema Corte afirmou que “sempre existe, numa democracia e na divisão de poderes, de independência e de harmonia entre poderes, são decisões tomadas exatamente no que se chama freios e contrapesos. Essa é a razão de ser da democracia. Muitas vezes pode haver uma decisão e alguém que se sente chateado. Isso faz parte da democracia”.

Com informações de Clarín