Foto: Salvatore Di Nolfi/AP

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, fez um apelo nesta sexta-feira (8), ao afirmar que a pandemia de coronavírus está provocando um “tsunami de ódio e xenofobia” e que é necessário um “esforço total para acabar com o discurso de ódio globalmente”.

“Convoco a mídia, especialmente as empresas de mídia social, a fazer muito mais para sinalizar e remover o conteúdo racista, misógino e prejudicial”, ponderou. “Vamos derrotar o discurso de ódio e a Covid-19 de uma só fez”, finalizou.

O pedido foi feito considerando o aumento de ataques a estrangeiros nas ruas e na internet e as teorias de conspiração que relacionam chineses e muçulmanos com a pandemia. Por conta disso, as tensões entre os Estados Unidos e a China tem aumentado, assim como as acusações sobre a possível origem do vírus.

Guterres ainda afirmou que “jornalistas, denunciantes, profissionais de saúde, trabalhadores humanitários e defensores dos direitos humanos estão sendo atacados simplesmente por fazerem o seu trabalho”, fato que também ocorreu no Brasil, nas últimas manifestações em Brasília contra o isolamento social.