Foto: Divulgação/Mapa

Na última quarta-feira (22), a ministra de Agricultura, Pecuária e Abastecimento,Tereza Cristina, destacou, durante uma videoconferência com ministros das Américas, as ações do governo federal contra efeitos do coronavírus na agropecuária.

A ministra apontou também o bom fluxo das exportações brasileiras e que, apesar da diminuição em alguns países, de forma geral as exportações estão em aumento. Além disso, Tereza Cristina afirmou que é importante reforçar a credibilidade brasileira no que diz respeito ao fornecimento e abastecimento interno de alimentos e recomendou que os adidos descrevam para os países onde atuam sobre os padrões de qualidade dos produtos agrícolas do Brasil.

Entre as ações citadas, ela levantou ações de apoio para manutenção da cadeia agropecuária brasileira com o objetivo de garantir o abastecimento interno e externo (para quase 200 parceiros comerciais) e estabelecimento de protocolos de segurança sanitária nas agroindústria. Apontou ainda medidas que visam acesso dos produtores ao crédito e antecipação de benefícios e garantias, como forma de assegurar renda para pequenos, médios e agricultores familiares.

Plano Safra 2020
A ministra Tereza Cristina também anunciou que o governo deve liberar R$ 15 bilhões para subvenção de juros do crédito rural no Plano Safra 2020/2021. O valor é bem superior ao do ano anterior, de R$ 10 bilhões. E, se confirmado, será uma alta de 50%.

A iniciativa permite aos bancos cobrar juros menores para os produtores rurais. Segundo Tereza Cristina, a intenção do governo é fazer com que os juros para o médio produtor rural – que hoje estão em torno de 6% a 7% ao ano – caiam para cerca de 5% a 6%.

Do valor total, ela tem a expectativa de que mais de R$ 1 bilhão seja destinado para o Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural, se tornando o maior volume de recursos já destinado ao programa e garantindo assim uma maior segurança aos produtores rurais.