Foto: Franck Robichon / AFP

O Japão passa por sua maior crise econômica dos últimos quatro anos por conta da pandemia do novo coronavírus (covid-19). O país atingiu sua pior marca de exportações em março, depois da vertiginosa queda de remessas para os Estados Unidos se equipararem com o ritmo de 2011 – até então, a maior crise do gigante asiático.

Os dados econômicos assustadores foram divulgados nesta segunda-feira (20), e mostram que Shinzo Abe, primeiro-ministro japonês, tem nas mãos um país à beira de um colapso de suas atividades econômicas, algo somente visto de forma tão expressiva na Grande Depressão da década de 1930. A queda das exportações foi de 11,7%, superando a expectativa de 10,1% prevista por uma pesquisa da agência Reuters, e a queda das importações foi de 5%.

Quanto ao coronavírus, a situação é dramática no Japão: já são mais de 9 mil infectados e cerca de 200 mortos. Agora, em meados da segunda quinzena de abril, a situação começa ser controlada no país, mas a recessão já bate à porta.