O ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, disse nesta sexta-feira (24) que a condição que impôs para aceitar o cargo era a garantia de pensão à sua família caso algo lhe acontecesse. Fala foi realizada durante anúncio de sua demissão do Ministério.

Moro disse que a informação “pode ser confirmada por Bolsonaro ou pelo general Heleno”. Segundo o ex-ministro, o objetivo era garantir um amparo para sua família após a saída da sua carreira na magistratura.

Moro desmentiu também que teria imposto como condição para assumir o Ministério a uma cadeira no Supremo Tribunal Federal. “Nunca houve essa condição”, assegurou.

Repercussão na Internet 

Após o anúncio de Moro, uma série de memes começaram a ser divulgados na Internet. O ex-ministro aparece em piadas como ícone comunista. O vice-presidente Hamilton Mourão também é satirizado.