Foto: Alan Santos/PR

O diretor-geral da Polícia Federal (PF), Maurício Leite Valeixo, foi exonerado do cargo nesta sexta-feira (24). A exoneração ocorreu a pedido, segundo decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro e pelo ministro da Justiça, Sergio Moro, e publicado no “Diário Oficial da União” desta sexta-feira (24).

De acordo com informação da imprensa, ainda não confirmada, Moro discorda da mudança e ameaçou deixar a pasta. O ministro da Justiça irá conceder uma entrevista coletiva às 11h sobre o caso.

A eventual saída de Moro seria ruim para Bolsonaro. Moro é o ministro mais popular do seu governo e considerado um símbolo no combate à corrupção. Ela aumentaria as especulações em torno de uma eventual candidatura do ministro em 2022.

O timing da substituição também não seria adequado, já que vem acompanhada de uma tentativa de aproximação de Bolsonaro com o Centrão, associada pelo bolsonarismo com a velha política.