Foto: Thierry Monasse/Getty Images

A União Europeia divulgou a estratégia que será utilizada para suspender as medidas de restrição a aglomerações e formas de retomar a economia. O documento divulgado explica os critérios utilizados para embasar a decisão do bloco.

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, pediu uma saída “gradual” e “coordenada” do isolamento social e afirmou que cada país deve suspender as medidas restritivas no momento adequado, dada a especificidade de cada setor e nação, já que a pandemia atingiu os países em momentos e intensidades distintas.

A UE compreende que o caminho de volta à normalidade vai ser muito longo e, visando minimizar os impactos na saúde da população e evitar a sobrecarga dos sistemas de saúde, estabelece três principais critérios que cada país deve atender antes de sair do isolamento:

1. Contágio – analisar e perceber a diminuição significativa e estável no número de casos;
2. Estrutura – possuir capacidade no sistema de saúde, especialmente nas UTIs, para atender os pacientes com covid-19 e outras doenças;
3. Controle – realizar o monitoramento da situação, realizando testes em massa, e rastreamento das cadeias de contágio.