Foto: Henry Nicholls/Reuters

O Reino Unido anunciou a extensão da quarentena por mais três semanas no país, assim como afirmou o ministro de Relações Exteriores, Dominic Raab, que atua como premiê interino enquanto o primeiro-ministro Boris Johnson se recupera das complicações do Covid-19.

O país britânico tem o quinto maior número oficial de mortes por coronavírus no mundo, depois dos Estados Unidos, Itália, Espanha e França. No entanto, os dados cobrem apenas as mortes em hospitais, o que faz com que o número real provavelmente seja maior.

Inicialmente, foi decretado isolamento no dia 23 de março, por três semanas. Uma pesquisa da YouGov revela que 91% dos britânicos apoiam a extensão da quarentena. No país, já são aproximadamente 14 mil mortes pela covid-19 em hospitais, sem contar as casas de repouso, entre outras.