Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

Para impedir a entrada de armas, drogas, cigarros e produtos contrabandeados no território brasileiro, o Ministério da Justiça e Segurança Pública pretende ampliar, até o final do ano, o Programa Nacional de Segurança nas Fronteiras e Divisas para os 11 estados de fronteira.

O conceito de Vigilância, Integração, Governança, Interoperabilidade e Autonomia (Vigia), são os pilares do programa. O Vigia começou, em abril de 2019, com um projeto piloto em Guaíra, no Paraná e em menos de um ano foi implementado em 7 estados – Acre, Amazonas, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rondônia, Roraima – e às divisas de Goiás e de Tocantins.

O objetivo de 2020 é permitir a ampliação da abrangência aos estados do Amapá, Pará, Rio Grande do Sul e de Santa Catarina e a mais três divisas nacionais.