Prime Minister’s Office of Japan

O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, estendeu o estado de emergência para todo o país nesta quinta-feira (16). A medida vale até 6 de maio. O líder estava sendo pressionado a tomar medidas mais duras frente a percepções de que sua reação à pandemia tem sido tardia e fraca.

Antes, a medida havia sido declarada apenas para sete regiões, incluindo Tóquio. O país já tem mais de 9 mil infectados e quase 200 mortes. O estado de emergência, apesar de ser mais brando que o isolamento, permitiu que as autoridades japonesas possam fechar negócios e pedir às pessoas que fiquem em casa.