Foto: Tony Winston/Agência Brasilia

De acordo com a Constituição, o governo tem que enviar ao Congresso Nacional, até quarta-feira (15), o projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), que estabelece os parâmetros do Orçamento da União para 2021, o qual chega ao Parlamento em agosto. Ainda de acordo com a Carta Magna, o projeto da LDO precisa ser votado até julho para que os parlamentares possam entrar em recesso.

Entre outros aspectos, a LDO estabelece indicadores importantes, como projeção de déficit primário, PIB, inflação e valor do salário mínimo. O secretário do Tesouro, Mansueto Almeida, tem dito que a piora fiscal precisa ficar restrita a 2020 e que não se pode aproveitar a crise gerada pela pandemia para aumentar gastos que impactem o Orçamento de 2021 em diante.