Foto: Moreira Mariz/Agência Senado

De acordo com o líder do governo no Congresso, Eduardo Gomes (MDB-TO), a votação da PEC do Orçamento de Guerra ficará para quarta-feira. De acordo com o líder, está sendo negociado um ajuste na questão da compra de títulos públicos e privados pelo Banco Central.

Gomes disse ainda que a principal preocupação na PEC do Orçamento de Guerra é com relação à transparência das operações do Banco Central na compra de títulos públicos e privados. Ou seja, a prestação de contas com órgãos de controle. De acordo com o líder, a mudança forçará o retorno da matéria à Câmara. Mas, de acordo com sua expectativa é que ainda nesta semana a votação esteja concluída.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), chegou a afirmar na semana passada que poderia haver uma promulgação parcial. Ou seja, promulga-se o que foi aprovado pelas duas Casas e retornaria para a Câmara apenas a parte modificada pelos senadores.