Tramita na Câmara o PL 1026/2021, que propõe limitar o reajuste dos aluguéis à variação do IPCA, eliminando o IGP-M como indexador dos contratos. No dia 7 de abril, o Plenário da Câmara aprovou urgência para o projeto, mas o mérito ainda não foi votado. A matéria está pendente de parecer da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). No dia 5 de maio, o deputado Eduardo Cury (PSDB-SP) foi designado relator na CCJ.
Foto: Gilson Abreu/AEN

O governo federal começa a pagar na quinta-feira (9) a primeira parcela do auxílio emergencial de R$ 600 para pessoas inscritas no Cadastro Único com conta no Banco do Brasil ou poupança na Caixa Econômica Federal. Pessoas que são clientes dos demais bancos receberão a partir da terça-feira (14).

De acordo com calendário divulgado, o segundo pagamento do benefício ocorrerá entre 27 e 30 abril. A última será enviada entre 26 e 29 de maio. A ideia é que todo o pagamento do auxílio seja feito em cerca de 45 dias, totalizando a liberação de R$ 98 bilhões para 54 milhões de pessoas.