Foto: Leonardo Sá/Agência Senado

Deputados e senadores optaram por prorrogar por 180 dias a duração da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI). O novo prazo passa a contar a partir de 14 de abril.

A CPMI investiga a criação de perfis falsos para influenciar eleições e ataques cibernéticos contra a democracia e o debate público. O presidente da comissão, o senador Ângelo Coronel (PSD-BA), a propagação de informações falsas sobre a COVID-19 também será alvo de investigação.

Devido à pandemia do coronavírus, as atividades presenciais da comissão estão interrompidas e não há previsão para sua retomada.