Foto: José Cruz/Agência Brasil

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), defendeu a importância da atuação do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, no combate à pandemia causada pelo novo coronavírus. Segundo Maia, Mandetta tem enfrentado as dificuldades mesmo sendo desautorizado pelo presidente Jair Bolsonaro.

Maia deu uma entrevista ao jornal Valor Econômico nesta sexta-feira (3) e afirmou que Bolsonaro “mais atrapalha do que ajuda” quando vem a público criticar o ministro. Afirmou ainda que Bolsonaro “não tem coragem de tirar o ministro e mudar oficialmente a política (de combate à pandemia). Ele fica numa posição dúbia”.

Segundo ele, faltou um pacote integrado de ações para enfrentar a crise, com políticas públicas para isolar idosos em comunidades carentes, de apoio às empresas aéreas, ao setor hospitaleiro, transporte rodoviário, bares e restaurantes, shoppings e academias. Maia lembrou que o Brasil poderia ter seguido informações dos países que já enfrentavam a crise e os próprios alertas do Ministério da Saúde.