Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou que irá esperar até hoje (01) para que o governo encaminhe a proposta de medida provisória sobre a suspensão do contrato de trabalho.

Caso o governo não envie o texto, a Câmara vai apresentar uma matéria própria e irá votá-la até o final desta semana. “Não pode passar desta semana”, ponderou. Segundo Maia, se o executivo enviar a MP, o efeito é imediato e, portanto, é uma solução mais rápida.

Por fim, Maia cobrou que a sanção do projeto aprovado pelo Congresso sobre a criação de renda mínima de R$ 600 para trabalhadores informais, seja feita em caráter emergencial.