Foto: ONU/Cepal

A Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal), da Organização das Nações Unidas (ONU), informou que a pandemia de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, irá influenciar de maneira drástica a economia global, sobretudo nos países da América Latina e Caribe. A expectativa é que os impactos sejam ainda mais intensos que os da crise global de 2008.

Segundo a secretária-executiva da Cepal, Alicia Bárcena, as cadeias produtivas podem ser interrompidas, o que prejudica o comércio global e, com isso, influencia na renda das pessoas e empresas. O desemprego deve aumentar e, consequentemente, as dificuldades no pagamento de dívidas também.


A ONU estima que, com o cenário de recessão, o desemprego pode aumentar em até 10% na região da América Latina e Caribe. Com isso, podem passar de 185 milhões de pessoas pobres para 220 milhões, de um total de 620 milhões. Já as pessoas que vivem em extrema pobreza podem aumentar de 67,4 milhões para 90 milhões. 

Compartilhe