Foto: Ali Khara/West Asia News Agency/Reuters

Os Estados Unidos informaram ao Irã que, apesar da disseminação do coronavírus e a crise econômica gerada pelos impactos dele, as sanções norte-americanas sobre as receitas de petróleo não serão poupadas.

O Irã, por sua vez, é o país do Oriente Médio mais atingido pela doença, com 1.284 mortes confirmadas até sexta-feira (20). Os EUA visam deter as atividades nuclear, de mísseis e regionais do Irã, sem, contudo, impedir o fluxo de ajuda humanitária.

A representante da instituição de pesquisas Centro para uma Nova Segurança Americana, Elizabeth Rosenberg, informou que “”Embora o Irã seja um epicentro deste surto de vírus e enfrente uma verdadeira catástrofe econômica… não haverá alívio das sanções”.