Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

A Petrobras decidiu nesta sexta-feira (20) sacar US$ 8 bilhões (aproximadamente R$ 40 bilhões) de linhas de crédito contratadas nos últimos anos. A companhia anunciou também o adiamento do processo de venda das refinarias.

A estatal sofre com a queda das cotações de petróleo, provocada principalmente pelas medidas de isolamento social adotadas em diversos países como prevenção contra a disseminação do COVID-19. O recurso de linhas de crédito compromissadas é um tipo de contrato que garante saques de empréstimos quando necessário.

Em nota divulgada, a Petrobras disse estar avaliando outras medidas para reforçar o fluxo de caixa. Dentre elas, a redução adicional de custos e otimizações do capital de giro. Com essa ação a meta de caixa mínimo atual da empresa é de US$ 5,5 bilhões.