Foto: Divulgação/Portos e Navios

Os preços do petróleo tem sofrido quedas cada vez mais drásticas por conta da pandemia de coronavírus, atingindo níveis antes só vistos durante a crise financeira de 2008. O petróleo Brent recuou US$ 3,54 (10,46%), nesta segunda-feira (16), chegando a US$ 30,31 por barril. Já o petróleo americano caiu US$ 2,47 (7,78%), o que representa US$ 29,26 por barril.

As quedas também foram influenciadas pelo corte de juros de emergência realizado pelo Fed (Federal Reserve dos Estados Unidos). O Brent sofreu a maior queda semanal desde a crise de 2008, cedendo 25%. Houve também um recuo nos contratos futuros do petróleo dos EUA, despencando 23% na semana.

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) informou na última quarta-feira (11) que a projeção para aumento da demanda global por petróleo foi reduzida por causa do coronavírus. O crescimento previsto foi ajustado de 990 mil barris por dia (bdp) para 920 mil bdp em 2020. A previsão da Opep sobre a produção brasileira de commodity é de 3,85 milhões de bdp.

Compartilhe