Em entrevista exclusiva à CNN, neste domingo na porta do Palácio do Alvorada,  o presidente Jair Bolsonaro reagiu às criticas de Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre, respectivamente presidentes da Câmara e do Senado.

Ambos teriam criticado o fato de Bolsonaro ter comparecido às manifestações promovidas por seus aliados contra Congresso e o STF. Mesmo com os riscos decorrentes da epidemia de Coronavírus e contra a orientação das autoridades sanitárias.

Bolsonaro justificou a indignação dos manifestantes com alguns fatos políticos, mencionando a questão da perda de autonomia do presidente da República no controle do Orçamento.

Em seguida, Bolsonaro  desafiou Maia e Alcolumbre a ir às ruas. Ao colocar o desafio, Bolsonaro mandou uma  mensagem subliminar de que ele é um presidente popular que tem o apoio do povo e não teria medo das ruas.

Logo após lançar o desafio, como que para amenizar a situação criada, Jair Bolsonaro propôs dialogar com ambos – no Alvorada ou no Congresso – para resolver os impasses relacionados às disputas orçamentárias e ao enfrentamento da epidemia de coronavírus.

Compartilhe