Foto: AFP/Arquivos

A alfandega chinesa informou no sábado (7) que entre janeiro e fevereiro as exportações da China despencaram 17,2%, e as importações diminuíram 4%, devido à epidemia de coronavírus. O país registrou um déficit comercial de US$ 7,1 bilhões nesse período.

A epidemia interfere em operações comerciais, cadeias de suprimentos globais e atividade econômica. Uma boa parte das atividades industriais chinesas está parada e existe a expectativa de que muitas empresas demorem mais do que o recomendado para retomar suas atividades, o que deve aumentar o impacto econômico.

O coronavírus já está presente em 92 países e o número global de infectados na noite desta sexta-feira era de 100.871. Na China, foram infectadas mais de 80.000 pessoas, mas o país tem registrado uma queda no número de novos casos da doença.