Foto: Getty Images/iStockphoto

Brasil tem déficit de US$ 2,467 bilhões no comércio com os Estados Unidos no acumulado de janeiro e fevereiro de 2020. O país é o segundo maior parceiro comercial do Brasil, atrás somente da China. Para fins comparativos, o fluxo comercial com os EUA gerou, em todo o ano de 2019, um déficit de US$ 374 milhões, segundo a Secretaria de Comércio Exterior do Ministério da Economia (Secex).

O desequilíbrio da balança comercial nção era tão acentuado desde 2013, quando esta gerou superávit de US$ 11,372 bilhões. Seguindo a tendência apresentada, com um déficit médio mensal de US$ 1,230 bilhão, o Brasil terá recorde histórico de saldo negativo nas trocas comerciais com a maior potência global. Em comparação com o mesmo período de 2019, as exportações tiveram queda de 24,1%, enquanto as vendas americanas para o mercado brasileiro cresceram 33,2%, com os EUA absorvendo 10,8% das exportações brasileiras para todo o mundo e realizaram 19,7% das importações totais do Brasil.

Com exceção do petróleo, que teve alta de 46,6% e receita de US$ 325 milhões, todos os demais produtos de exportação tiveram acentuadas quedas no primeiro bimestre.

Compartilhe