D. Myles Cullen/Official White House Photo

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta terça-feira (11) que pedirá autorização ao Congresso para executar benefícios fiscais para aliviar o impacto econômico do coronavírus. Trump afirmou que as empresas não podem ser penalizadas pelo surto da doença, e que pondera um possível corte nos impostos.

No domingo (8), a líder democrata da Câmara norte-americana, Nancy Pelosi, e o líder da minoria do partido no Senado, Chuck Schumer, publicaram uma lista de prioridades. Dentre elas, estão a melhoria no seguro desemprego, o aumento de distribuição de cupons de alimentos para famílias e testes gratuitos para detectar o Covid-19. Os congressistas também têm solicitado a instituição de políticas de licença médica remunerada.

A pressão dos Democratas e a recente quebra de Wall Street levaram o Governo dos EUA a acelerar a implementação de benefícios fiscais para lidar com a crise. Na segunda-feira (9), as ações do mercado do país caíram 7%, gerando a primeira paralisação das negociações desde a última crise econômica global, em dezembro de 2008.