Foto: Tânia Rego / Agência Brasil

A Medida Provisória do Contrato de Trabalho Verde e Amarelo (MP 905/2019), que seria votada na última quarta-feira (19), foi adiada para depois do carnaval após o presidente da comissão especial mista, senador Sergio Petecão (PSD-AC) acatar o pedido de vista coletiva.

A MP que tange o incentivo de contratar jovens entre 18 e 29 anos de idade, será votada depois do Carnaval. O relatório foi lido pelo deputado federal Christino Áureo (PP-RJ), no qual afirmou que das 1930 emendas oferecidas, 476 foram acatadas.

Se a próxima reunião do colegiado aprovar a medida, a matéria será encaminhada para a Câmara e depois precisará de avaliação do Senado. A MP perde sua validade no dia 20 de abril.

 

Compartilhe