Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), criou nesta quinta-feira (19) uma comissão especial para avaliar o aumento de denúncias de violência obstétrica e a alta taxa de morte materna no Brasil. A comissão será composta por 34 titulares e igual número de suplentes.

O anúncio foi feito pela deputada Soraya Santos (PL-RJ), autora do requerimento da comissão, durante a sessão plenária. Ela explicou que pretendia solicitar a criação de uma comissão parlamentar de inquérito (CPI), mas optou pela comissão especial.

“Entendemos que deveríamos substituir a CPI por uma comissão especial porque temos necessidade neste Parlamento de trazer indicadores do que está acontecendo em termos de violência obstétrica neste País”, explicou.