Foto: Hoana Gonçalves / Ministério da Economia

O ministro da Economia, Paulo Guedes, abriu a 322º Reunião Extraordinária do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), na última quarta-feira (12) afirmando que o novo desenho federativo proposto pelo governo prevê estados com mais musculatura, para que a União desempenhe um papel coordenador das atividades.

O ministro reiterou a importância do Plano Mais Brasil para oferecer ferramentas de modo que os entes federados tenham autonomia sobre suas receitas e despesas.  “Os estados e municípios conhecem mais os seus problemas do que os ministros”, ponderou.

Guedes citou a necessidade de ampliação da responsabilidade de gestores públicos; a descentralização de recursos; a desindexação dos fundos públicos; o Estado de Emergência Fiscal até que as finanças sejam regularizadas; o Conselho Fiscal da República, com reuniões trimestrais e o Plano Mansueto.

Compartilhe