Foto: Ted S. Warren/AP Photo/Arquivo

A Justiça Federal dos Estados Unidos, por meio de um juiz em Washington, ordenou nesta quinta-feira (13) a suspensão de um contrato de computação em núvem entre a Microsoft e o Pentágono.

Segundo o juiz, os trabalhos precisam ser interrompidos até que a disputa legal aberta pela Amazon seja encerrada. A Amazon é concorrente da Microsoft e houve uma ordem para o pagamento de um depósito de US$ 42 milhões até a deliberação do caso, que pode ser entregue a Microsoft se vencer a disputa e haja determinação que danos sejam devidos.

O Projeto Conjunto de Defesa em Infraestrutura de Nuvem (JEDI), teve seu contrato firmado no ano passado no valor de US$ 10 bilhões. Em janeiro, a Amazon o contestou alegando que Donald Trump exerceu “pressão imprópria” para que o Departamento de Defesa dos EUA (DoD) concedesse o contrato à Microsoft.

Compartilhe